Teste do Deficit de Atenção e Hiperatividade

O principal diagnóstico utilizado pelos médicos, normalmente psiquiatras ou pedopsiquiatras, é um questionário baseado no DSM-IV-TR (Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais) e que foi lançado em 2002 pela Associação Americana de Psiquiatria.

Os critérios do teste de diagnóstico do deficit de atenção e hiperatividade presentes no DSM-IV-TR, classificam a hiperatividade como sendo uma condição ou desordem pertencente ao grupo das Perturbações Disruptivas do Comportamento e de Défice de Atenção. Grupo que também engloba a Perturbação de Oposição e a Perturbação do Comportamento.

Após o lançamento do DSM 5 em 2013, a hiperatividade passou a ser classificada como uma Perturbação Neurodesenvolvimental devido às cada vez maiores evidências científicas que demonstram a natureza neurobiológica da hiperatividade.

Em baixo poderá fazer um teste à hiperatividade baseado no DSM-IV-TR (2002)

O teste da hiperatividade é composto por uma lista de 18 sintomas mais 3 perguntas condicionais (para certificar que é mesmo hiperatividade)

Os resultados do teste de hiperatividade poderão ser:

  • Negativo
  • Positivo - Tipo Desatento
  • Positivo - Tipo Hiperativo & Impulsivo
  • Positivo - Tipo Combinado Desatento + Hiperativo & Impulsivo

Responda às Seguintes Questões do Teste do Deficit de Atenção e Hiperatividade

Para começar o teste clique no botão em baixo - "Próxima »"

Deficit de Atenção

 


Tem dificuldade em prestar atenção aos pormenores ou comete erros por descuido nas tarefas escolares, no trabalho ou noutras atividades do dia-a-dia?

Tem dificuldades em manter a atenção no desempenho de tarefas ou atividades como por exemplo manter-se concentrado durante as aulas, prestar atenção a uma conversa banal ou leitura prolongada?

Parece não ouvir quando se lhe fala diretamente ou parece estar com o pensamento noutro assunto/lugar, mesmo quando não existe uma distração óbvia ou próxima?

Tem dificuldade em seguir as instruções e não termina os trabalhos da escola, encargos ou deveres no local de trabalho ou inicia as tarefas, mas depressa perde a concentração e é facilmente desviado ou distraído?

Tem dificuldades em organizar tarefas e atividades como gerir tarefas sequenciais, dificuldade em manter materiais e pertences em ordem, o trabalho é confuso e desorganizado, tem uma má gestão de tempo e falha em cumprir prazos?

Não gosta e evita envolver-se em tarefas que requeiram um esforço mental mantido ou constante como em trabalhos da escola ou no caso de adultos, preparar relatórios, completar formulários ou rever textos longos?

Perde objetos necessários para tarefas ou atividades como materiais da escola, lápis, livros, ferramentas, carteiras, chaves, documentos, óculos, telemóveis?

Distrai-se facilmente com estímulos alheios ou perde-se em pensamentos não relacionados ou aleatórios?

Esquece-se com frequência das atividades quotidianas como efetuar tarefas, fazer recados, devolver chamadas, pagar contas ou manter compromissos?

Hiperatividade e Impilsividade


Está em constante agitação ou bate com as mãos, os pés ou outro objeto ou ainda remexe-se quando está sentado?

Levanta-se em situações em que devia de estar sentado como na escola, no escritório ou em reuniões?

Está sempre a correr ou saltar em situações em que é inadequado fazê-lo ou no caso de jovens e adultos está sempre irrequieto ou num estado de inquietação constante?

É incapaz de jogar ou envolver-se com tranquilidade em atividades de lazer que requeiram uma sequência, paciência ou esperar pela sua vez?

Está frequentemente «em movimento», agindo como se estivesse «ligado a um motor» , sente-se desconfortável, num estado constante de inquietação ou é incapaz de estar quieto por períodos extensos, como em restaurantes, encontros, cinema, igrejas?

Fala muito, por vezes em excesso?

Fala antes do tempo ou da sua vez, precipitando as respostas antes que as perguntas tenham acabado ou completa as frases das pessoas?

Tem dificuldades em esperar pela sua vez como por exemplo, enquanto espera numa fila?

Interrompe ou interfere nas atividades dos outros, intromete-se nas conversas, jogos ou atividades, usa as coisas das outras pessoas sem pedir, intromete-se ou assume o controlo do que os outros estão a fazer?

Os sintomas surgiram antes dos 12 anos de idade?

Os sintomas interferem com ou reduzem a qualidade das relações sociais, desempenho académico ou profissional?

Os sintomas estão presentes em 2 ou mais contextos, por exemplo, em casa, na escola ou trabalho, relacionamento com amigos, em família, em relacionamento amorosos ou locais públicos?

Os sintomas duram à pelo menos 6 meses e têm um impacto negativo nas atividades sociais, da escola ou vida profissional?

A Pessoa Com Deficit de Atenção e Hiperatividade

Sexo da Pessoa Com Deficit de Atenção & Hiperatidade

Ano da Data de Nascimento da Pessoa Com Deficit de Atenção e Hiperatividade
Eu estou:

NomeEmail


Atenção que os resultados não são definitivos, nem servem de diagnóstico oficial.
Para ter a certeza, sugiro que marque uma consulta e assim podermos ter uma certeza com base no seu caso específico.

Livro Sobre Deficit Atenção Hiperatividade e TDAH

Livro Sobre Deficit Atenção Hiperatividade


Livro – Como Ajudar o Seu Filho a Acalmar e a Prestar Atenção

Menos 30% dos Sintomas Em 30 Dias
Menos 50% dos Sintomas Em 6 Meses
Menos Déficit – Mais Atenção
Menos Hiperatividade – Mais Paz e Sossego

Você Vai Aprender:

• + de 300 Estratégias
• Qual a Melhor Alimentação
• Quais os Suplementos Mais Eficazes
• Quais os Jogos e Aplicações Que Ajudam na Concentração
• Estratégias Para a Realização dos Trabalhos de Casa
• Estratégias Para a Organização e Arrumação do Quarto
• Quais os Exercícios Mentais Que Ajudam a Concentrar
• O Que Está a Piorar os Sintomas e Como Eliminar
• 3 Tratamentos Gratuitos Similares e Alternativos aos Utilizados em Clínicas Especializadas e Que lhe Vão Poupar Muito Dinheiro
• Apoio Via Email Para Esclarecer Dúvidas



Especialista Deficit de Atenção e Hiperatividade

Quer Receber Dicas & Estratégias Para Saber Como Controlar os Sintomas do Deficit de Atenção e/ou Hiperatividade?

Ajuda Para Aprender a Controlar os Sintomas
Sem Teoria Desnecessária, Apenas Dicas, Estratégias e Relatos da Minha Experiência Com o Deficit de Atenção e a Hiperatividade



8 Comentários

    • Olá Edna.
      Obrigado pelo seu comentário.
      Continue a visitar o meu site e a ler o meu blog para aprender dicas e estratégias para ajudar a controlar os sintomas da sua filha.
      Até breve.

  1. Gostei muito do artigo, pelos testes consegui ver que tenho alguns transtornos psicológicos, sempre imaginei que teria, pois sou muito impaciente e impulsiva. A leitura do artigo me incentivou agora a procurar saber com mais clareza se tenho esse transtorno ou se é algo criado por mim. Obrigada pelo artigo ele é ótimo e de muito boa compreensão.