Hiperatividade Tratamento

Existe Tratamento Para a Hiperatividade?

Sim, existem vários tratamentos eficazes para controlar a hiperatividade a curto e longo prazo.

Qual o Melhor Tratamento Para a Hiperatividade?

Não existe nenhum tratamento que sozinho seja eficaz no tratamento da Hiperatividade.

O melhor tratamento para a hiperatividade é sempre uma combinação de trabalho físico, mental e emocional.

E é sempre:

 

Tem Dúvidas Sobre a Hiperatividade?

Planeado Para & Adaptado À Pessoa

Um rapaz de 8 anos de idade residente no distrito de Castelo Branco é completamente diferente de uma mulher de 30 anos residente em Lisboa com excesso de peso e exposta a um grande nível de stress diário. Ambos poderão ser hiperativos e apresentar os mesmos sintomas da hiperatividade. Mas acha que os seus organismos (corpo e mente) irão responder?

Fácil Adaptação & Execução

Os tratamentos mas eficazes são aqueles que têm a menor taxa de abandono, podem ser feitos por qualquer pessoa, em qualquer lugar com os recursos que se têm. Imagine que o seu filho está a utilizar um tratamento muito eficaz mas de repente as condições económicas mudam e tem de parar porque custa 90€ por sessão. Todo o progresso feito até agora irá perder-se porque não poderá continuar o tratamento.

Englobe Todas Os Ambientes

É impossível um tratamento ser eficaz quando apenas uma parte dos vários ambientes é tido em consideração. Os meus planos de tratamentos englobam os 3 principais ambientes, casa/família, escola/trabalho e lazer divertimento. E atuam nos 3 planos, físico, lógico e emocional. Já reparou que qualquer estrutura precisa de pelo menos 3 pontos de apoio?

Os Tratamentos da Hiperatividade Mais Eficazes Englobam:

 

Testes & Diagnóstico
Teste e diagnósticos para ter a certeza da existência da Hiperatividade
Informação & Educação
Descobrir e aprender o que é na realidade a Hiperatividade e como nos afeta na vida familiar, social e profissional
Acompanhamento Regular
Disponibilidade e acompanhamento para esclarecer dúvidas, resolver desafios, ultrapassar frustrações e não deixar desviar do caminho certo
Alimentação & Suplementos
Eliminação dos alimentos causadores de alergias e sensibilidades. Reforço nutricional com suplementos para ajudar a restabelecer o bom funcionamento do cérebro
Exercícios Mentais & Jogos Específicos
Exercícios mentais para ajudar a sincronizar e desenvolver as áreas que funcionam menos bem no cérebro
Exercícios Físicos Específico
O cérebro e o resto do corpo são extremamente dependentes um do outro. Deverá utilizar o corpo humano (exercício físico específico) para ajudar a desenvolver as partes sub-desenvolvidas do cérebro
Estratégias & Condições Adotadas à Pessoa e ao Seu Ambiente
Criação e implementação de estratégias para lidar com ambientes e situações sobre as quais não temos controlo total. Modificação do ambiente (casa, local de trabalho e processos) de forma a aumentar a produtividade e reduzir conflitos e atrito


Livro - Como Ajudar o Seu Filho a Acalmar e a Prestar Atenção

> Menos 30% dos Sintomas Em 30 Dias
> Menos 50% dos Sintomas Em 6 Meses

Livro Sobre Deficit Atenção Hiperatividade e TDAH

Livro Sobre Deficit Atenção Hiperatividade

• + de 300 Estratégias
• Qual a Melhor Alimentação
• Quais os Suplementos Mais Eficazes
• Quais os Jogos e Aplicações Que Ajudam na Concentração
• Estratégias Para a Realização dos Trabalhos de Casa
• Estratégias Para a Organização e Arrumação do Quarto
• Quais os Exercícios Mentais Que Ajudam a Concentrar
• O Que Está a Piorar os Sintomas e Como Eliminar
• 3 Tratamentos Gratuitos Similares e Alternativos aos Utilizados em Clínicas Especializadas e Que lhe Vão Poupar Muito Dinheiro
• Apoio Via Email Para Esclarecer Dúvidas

Saber Mais

Quer Receber Dicas & Estratégias Para Lidar Com o Deficit de Atenção e Hiperatividade?

Subscreva a Minha Newsletter Para Receber Dicas & Estratégias Para Ajudar a Controlar os Sintomas do Deficit de Atenção e Hiperatividade

7 Comentários

    • Olá Carla
      Sim eu também ajudo adultos a ter a certeza de que se trata ou não de deficit de atenção e hiperatividade.
      O melhor será contactar-me para que possa falar-me sobre os desafios que está a enfrentar.
      Até breve

  1. Eu tenho uma irmâ gêmea e ambas foramos diagnosticadas com hiperatividade cerebral, e ao ler este artigo me identifiquei muito ! Hoje temos 31 anos, e percebo que com o passar dos anos essas características tem se diminuindo e melhorando principalmente a concentração. Mas foi muito difícil na infância principalmente no período escolar.

    • Olá Bárbara.
      Se os meus pais sofreram comigo durante a minha infância e adolescência, imagino o que os seus pais sofreram 😉
      Agora a sério, ainda bem que os sintomas foram desaparecendo.